#SizeVip

size vip pb SizeVip, o cantinho aonde pessoas especiais nos contam um pouco sobre suas vidas, carreira, planos e tudo mais. Aqui você e vip, entre e fique a vontade. 
______________________________________________
Olá, tudo bem com vocês??
Há algum tempo convidei Shaide Halim para nos dar uma entrevista. E ela, como sempre super simpática, me atendeu prontamente.
Hoje conhecida como Lady Burly, quem ainda não ouviu falar neste nome??
Difícil não conhecê-la, bailarina, professora de danças vintage, esbanja simpatia e performance em suas apresentações com dança Burlesca.
Recentemente Lady Burly foi entrevistada por um dos maiores ícones da Tv brasileira, nada mais, nada menos, de que o Jô Soares. Em sua passagem pelo programa, me fez gostar ainda mais do seu trabalho, pela sua garra e determinação, isso sem contar a alegria que ela carrega consigo, e sem precisar de esforços para tal.
Então vamos recebê-la com o nosso carinho, e conhecer sua trajetória.
 
#ComoFaz –  Olá Lady Burly, é um prazer tê-la aqui no nosso cantinho. Conte-nos um pouco sobre a sua história.
 
Lady Burly – Bom, a Lady Burly é meu mais novo personagem. Comecei a trabalhar com dança burlesca em 2009, mas minha história na dança é bem longa. Meu início na dança se deu quando ainda era muito criança, pelo ballet clássico, e depois fui me enveredando por esse universo e descobrindo outras modalidades: jazz, dança do ventre, dança indiana, flamenco, dança afro, estilo tribal, street dance, line dance etc.
As danças Vintage sempre foram uma paixão, desde a adolescência. Tive uma professora de jazz que era fanática por filmes antigos e sempre montava numeros baseados em musicais da Broadway para a turma. Foi na mesma época em que descobri que havia uma movimentação de bailes de rockabilly em São Paulo e acabei conhecendo outras vertentes desse estilo depois disso.
A dança burlesca surgiu na minha vida por meio de um convite de um amigo. Eu já trabalhava com danças vintage e ele me perguntou se eu não teria interesse em montar um número de dança burlesca para um evento. Eu já estudava o estilo, mas ainda não tinha me aventurado em fazer apresentações do gênero. De lá pra cá, acabou se tornando um dos meus principais trabalhos, que deu origem à minha escola de dança, Escola Burlesca de São Paulo, com espaço para todas as modalidades de dança e teatro, claro, mas com um foco maior na dança burlesca e danças vintage.
 
#ComoFaz – Quando você percebeu que tinha vocação para dança?
 
Lady Burly – Não sei dizer se percebi isso, acho que foi algo que aconteceu naturalmente. Comecei a estudar ballet aos 3 anos de idade e de lá pra cá, nunca parei. Então acho que a dança veio comigo por todo meu crescimento. É claro que depois que estamos no meio da dança, vamos querendo descobrir tudo o que faz parte desse universo, e foi aí que eu fui descobrindo outras várias modalidades de dança.
 
#ComoFaz – Ultimamente tem se falado bastante sobre dança burlesca e o vintage no geral. você acredita que é um estilo que veio para ficar e novamente fazer época ou uma moda passageira?
 
Lady Burly – Eu espero que seja algo que tenha vindo para ficar, mas é notório um modismo atual que fez com que essa dança retornasse ao interesse das pessoas. Mas esse interesse ainda é bem pequeno, uma grande maioria das pessoas desconhece o estilo. Já vi essa situação acontecer no Brasil outras vezes no meio da dança. Há alguns anos atrás, na época da novela O Clone, as salas de aula estavam repletas de meninas ávidas a aprender a modalidade. O mesmo aconteceu quando passou Caminho das Índias. Agora é a vez do burlesque. Nas situações anteriores, quando a febre inicial passou, ficaram as representantes do estilo que faziam aquilo por verdadeira paixão, e não apenas pelo modismo. Acredito que o mesmo acontecerá com a dança burlesca.
 
#ComoFaz – e quanto aos figurinos. O que não pode faltar para compor um look burlesco?
 
Lady Burly – Recentemente escrevi um artigo sobre isso para minhas alunas, pois é uma dúvida bem comum. Em primeiro lugar, os trajes de dança precisam ser confortáveis, pois estamos dançando com eles, não podem impedir nossa mobilidade. Bonitos e glamoursos também, mas sem que isso atrapalhe a performance. E fáceis de manusear, pois o tempo para se tirar as peças é bem curto! Um visual bem característico é composto por lingerie vintage (ou customizada para ficar com a cara do estilo!), corset, saias de varios modelos, luvas, meias sete oitavos, cinta-liga, garter, e acessórios que dêem charme ao conjunto, como bijoux, casquetes, boás.
 
#ComoFaz – Quais os lugares onde você costuma fazer as suas apresentações?
 
Lady Burly – Atualmente danço no Revaudeville Teatro Cabaret Burlesco, no Teatro Studio 184, onde minha equipe, Revaudeville Cia de Artistas, faz espetáculos temáticos abordando o clima dos antigos vaudevilles, mas com uma pitadinha de modernidade, claro. Os espetáculos misturam dança, teatro, mímica, temos alguns cantores também no elenco, que dão um astral bem cabaret ao evento. Também danço mensalmente nos eventos do SP Scums, que acontecem no Clube Outs. E faço muitos eventos corporativos e festas particulares também.
 
#ComoFaz – teve algum local que para você foi incomum ou estranho se apresentar?
 
Lady Burly – O lugar mais incomum que me apresentei foi numa festa fetichista. Não pelo evento em si, mas por ser um universo totalmente desconhecido pra mim naquela época. Mas a recepção do público foi muito bacana e eu acabei fazendo amizade com muita gente desse meio depois disso, inclusive com a organizadora da festa.
De resto, os locais são bem basicos, casas noturnas, festas particulares, já dancei também na beira da piscina, com muito medo de escorregar e fazer uma performance aquática! rsrs .Mas foi bem divertido!
 
#ComoFaz – como você se sente quando está em cima de um palco?
 
Lady Burly – O palco é meu mundo desde muito cedo. Em minha primeira apresentação eu ainda tinha 4 anos de idade, e nunca parei de dançar, portanto, coxias e camarins são uma extensão da minha casa! Eu me sinto absolutamente à vontade, acredito que sou muito mais desinibida em cima do palco do que fora dele. Claro que sempre rola um friozinho na barriga. Eu costumo dizer que quando esse nervosinho de começo de show acaba, é porque acabou a paixão pelo palco.
 
#ComoFaz – Quais os planos e novidades ainda para este ano?
 
Lady Burly – Esse ano vamos continuar trabalhando com o Revaudeille Teatro Cabaret Burlesco, pois estamos com uma equipe fantástica e o público tem nos dado muito estímulo para continuar. Para 2013 eu garanto que virão muitas novidades, mas por hora é segredo! ^_^ Além disso, eu tenho outro grupo de dança, de outra modalidade, e esses 2 projetos já  estão ocupando bastante meu tempo até o final desse ano!
 
Fotos: Douglas Pupo
#ComoFaz – O que diria à aquelas mulheres que sentem vontade de conhecer e até mesmo praticar a dança burlesca, mas não tem coragem?
 
Lady Burly – Venham fazer uma aula ou ver um espetáculo Revaudeville. Muitas vezes o receio das pessoas com o burlesco é por conta da grande exposição que enfrentamos com essa coisa de tirar a roupa. Mas garanto que é tudo muito sutil e muito bem trabalhado. Não há pq ter medo de algo natural, que a sensualidade que cada mulher já tem dentro de si, e só precisa descobri-la, resgata-la, e coloca-la pra fora, de uma maneira delicada, que envolve a graça, o riso, que inspira a plateia. Não tem como não se apaixonar!
 
Lady Burly, quero agradecer imensamente pelo carinho e confiança ao blog, desejo à você muito sucesso, e espero que possamos lhe ver brilhando muito por ai a fora…
Para quem quiser conhecer um pouco mais sobre a Diva do Burlesque, é só acessar os links abaixo e conferir todo o seu trabalho.
Vamos ficando por aqui, espero que tenham gostado e se inspirado muitooo.
Bjss com sabor de vida
Paty Mierzwa

_______________________________________________

Olá, tudo bem com vocês??

No mês passado tive o prazer de conhecer a Designer Lylla Marry.

Lylla Marry é Costume Designer, com uma vasta experiência em criação de fantasias para festas, figurinos para shows, ballet e teatro.
Sabe aquele aniversário ou evento que você vai comemorar?
O que acha de organizá-lo com uma divertida Festa a Fantasia?
Onde seus convidados poderão escolher um personagem e de quebra se vestir de  forma luxuosa e com muito bom gosto!!
 
Lylla Marry é a primeira  Designer brasileira a criar uma coleção de Fantasias para Festas voltada para o público Plus Size. 
Sua coleção segue o mesmo padrão de qualidade e o mesmo conceito das demais fantasias que produz em seu ateliê.
Estudou moda no Senac, Figurino no MAM-Museu de arte Moderna de São Paulo e Inovações em Modelagem com o famosíssimo estilista Jum Nakao.
Reuniu toda sua experiência para criar um produto diferenciado, com design próprio e tecidos de qualidade.
Agora que tal conhecermos um pouco mais??
 
Abaixo uma pequena entrevista que fizemos com a Designer :
Foto: Kelly Hato
Modelo: Kakau Ricci 
ComoFaz:  Há quanto tempo você vem trabalhando com figurinos e fantasias?
 
Lylla Marry: No meu ateliê tem aproximadamente 2 anos, mas já desenvolvi fantasias para várias empresas. Estou neste ramo à cerca de 11 anos, mas meu gosto por costura vem desde a adolescência quando acompanhava minhas tias e primas que faziam bonecas de porcelana com lindos vestidos cheios de rendas e pérolas, foi a partir daí que resolvi viver entre “Pérolas, cetim, rendas e veludos” !!!!
 
ComoFaz: E todas as fantasias são  criadas por você?
 
Lylla Marry: Sim, todas as fantasias são produzidas no ateliê. Cada detalhe é pensado com muito carinho e cuidado, visando não só o luxo e a beleza da peça, mas o conforto e a funcionalidade  tendo em vista a diversão do cliente em seu evento.
 
ComoFaz: Como surgiu a ideia das fantasias Plus Size? 
 
Lylla Marry: Surgiu na necessidade e ecasses de peças desse tipo no mercado. As mulheres vinham até meu ateliê dizendo que não é só porque são gordinhas que vão vestir peças feia e sem graça. Por isso decidi criar peças com o mesmo conceito que fazemos as demais coleções, mas com uma preocupação com a modelagem, para valorizar o corpo de cada cliente, fazendo com que se sinta bem e elegante!
 
ComoFaz: Sua primeira Coleção Plus Size, foi inspirada no Burlesco, ícone que está muito em alta no momento. Você pretende criar outros tipos de peças na linha Plus Size?
 
Lylla Marry: Realmente, de uns tempos para cá o Burlesco tem sido muito difundido, apesar de algumas pessoas ainda confundirem o tema. Mas minha linha Plus Size não vai ficar somente no tema Burlesco, e já temos muitas outras peças, como Rainha de Copas, Heroínas, Piratas, Mosqueteiras, Bonequinha de Luxo, Melindrosas e muitas outras. Lembrando que todo mês sai peça nova. Quero ser referência também em Fantasias Plus Size!
 
ComoFaz: E você só tem a linha feminina?
 
Lylla Marry: Não, também tenho a linha masculina teen e infantil. 
 
ComoFaz: E as peças são todas para locação?
 
Lylla Marry: Sim, todas as peças são para locação, somente figurinos para Ballet e as fantasias infantis são para venda.
 
ComoFaz: Você também fabrica figurinos para Ballet shows e Teatro, está em seus projetos ser uma grande figurinista no Cinema?
 
Lylla Marry: Não. Meu objetivo é fazer com que pessoas “reais”  sintam como se vivessem uma grande história do Cinema, mesmo que por uma noite, em uma Festa a Fantasia. O objetivo é fazer com que  se sintam como uma verdadeira princesa, uma Dama do século passado, uma Heroína, ou o personagem preferido de cada cliente. É só escolher e se divertir!!!!  O objetivo é fazer do evento um momento inesquecível!!!!!!!!
 
ComoFaz: Onde fica seu ateliê? 
 
Lylla Marry: O ateliê fica em Santana-Zona Norte, próximo a Conselheiro Moreira de Barros. O atendimento é de segunda a sábado somente com hora marcada.
Telefones: 0xx11- 3979-2177  e 8028-5908.  
Lylla, para nós foi um imenso prazer conhecê-la e conhecer o seu trabalho que é maravilhoso por sinal, desejamos à você muito sucesso.
 
Esperam que tenham gostado da novidade, e precisando de fantasias de qualidade, já sabem onde encontrar.
 
Bjsss com  sabor de vida
Paty Mierzwa
_______________________________________________
Olá, tudo bem com vocês?

Como todos sabem, eu e a Flá estivemos na última edição do Troca Troca GG, realizado pelas queridas Luciane e Rebeca, e nele, tivemos o prazer de conhecer uma pessoa muito querida, a cantora Débora Pinheiro, que foi super atenciosa e carinhosa. A convite da Grife Xica Vaidosa, a moça desfilou no evento a coleção de verão, e como se não bastasse mostrar sua beleza na passarela, ela cantou e encantou.4
Dona de uma beleza radiante e uma voz ímpar, contagiou a todos com suas músicas, alegria e simplicidade.

Nascida em 20 de janeiro de 1988 no Rio de Janeiro, a cantora vem se destacando por suas apresentações emocionantes em programas de tv, teatro, igrejas e shows beneficentes. Débora, como a conhecemos, começou a cantar com 2 anos e meio de idade em igrejas evangélicas, com 5 anos já fazia seus primeiros solos. Percebeu que tinha um chamado de Deus para fazer disso, um meio de trazer a realidade do amor de Deus à todos.

Em sua adolescência, participou de concursos de música, onde muitas vezes ganhou o 1º lugar. Mas Deus tinha planos ainda maiores para a cantora. No ano de 2008, a cantora foi convidada a fazer o musical “O SOM DA MOTOWN”, relembrando 50 sucessos da famosa gravadora que revelou grandes artistas como Michael Jackson, The Supremes, Marvin Gaye, Steve Wonder dentre outros. O musical foi um sucesso e Débora Pinheiro teve a honra de se apresentar no Programa do Jô, onde foi entrevistada juntamente com o  elenco, e também no Programa da Hebe(SBT), Especial Record News, Studio I (Globo News), Show da Gente (Netinho,SBT), Manhã Gazeta (TV Gazeta), Rádio Band, Programa Samba de Primeira (Band), RJ TV (Rede Globo) e outras emissoras locais. Participou de diversos eventos, tais como, Loucos por Música, onde dividiu o palco com o saudoso Paulo Moura, no Canecão – RJ,  FITA – Festival Internacional de Teatro em Angra dos Reis, Sesc Rio, Noites Cariocas no Armazém 4 – Píer Mauá, Circuitos Sesc, São João de Meriti, São Gonçalo, Nova Iguaçu, Petrópolis. Débora recebeu elogios de vários artistas e cantores quanto à sua performance como dançarina e cantora.

Em 2011, a cantora, junto com a sua irmã Thalita Pertuzatti (ganhadora do Programa Raul Gil 2009) e outras 3 cantoras, participaram do programa “Qual é o Seu Talento?” no SBT e foram muito elogiadas pelo júri, sendo assim classificadas para a semifinal do programa.

Por mais de 6 anos, sempre sonhou em participar do Programa do Raul Gil e foi em 2011 que a cantora teve o seu sonho realizado. Ela se apresentou por algumas semanas no programa, rendendo aplausos e elogios da plateia e do grande júri formado por Marly Marley, José Messias, Negra Li, Régis Tadeu e até o cantor Robinson Monteiro, de quem a cantora sempre foi fã. Por suas excelentes apresentações, José Messias a chamou de Sarah Vaughan brasileira e renderam à ela, elogios de “sensacional e maravilhosa”. Hoje, a bela é sucesso no youtube em suas apresentações na tv, teatro e igrejas.

O ano de 2012 já começou muito bem para a cantora, Débora recebeu um convite para participar de um musical infantil. Também recebeu a Grife Xica Vaidosa como  Patrocinadora Oficial de seus looks em shows e apresentações em igrejas.

Débora Pinheiro sempre teve certeza de que somente DEUS poderia guiar e cuidar de sua carreira e hoje, ela espera Nele grandes oportunidades e sonha com grandes projetos já planejados em seu coração.
E eu, um ser quase nada intrometido rs, não pensei duas vezes antes de pedir uma entrevista à bela, e como não poderia ser diferente, nos atendeu prontamente.

Então vamos conhecer um pouco da história e trajetória da bela pelo mundo da música.

Bjsss comsabor de vida
Paty Mierzwa

#ComoFaz – Com a chegada de 2012, quais as novidades  que podemos esperar para os próximos meses?

Débora – Bem, nem eu sei ao certo,espero que, muitos e cada vez melhores.

#ComoFaz – Quando você percebeu que tinha o dom para cantar?

Débora – Não percebi, meus pais me contam quecom 2 anos e meio comecei, e aos 5 anos já fazia solos na igreja,  me atentei para isso mais ou menos aos 10 anosde idade nesse meio tempo fazia dupla com minha irmã e cantávamos nas igrejas ecruzadas evangelísticas.

#ComoFaz – Qual é a primeira lembrança musical que tem na sua vida?

Débora – A primeira lembrança que tenho é comminha mãe, eu á ouvia cantar todos os dias(o dia inteiro rs).  Era maravilhoso, como toda filha eu desejavacantar como ela!

#ComoFaz – Qual a influência da sua família quando decidiu seguir acarreira de cantora?

Débora – Meus pais, sempre deram e dão todo apoio e incentivo.Até hoje são admiradores número 1 (minha mãe é daquelas de levar cartaz,camisas, bandeirinhas,rs ….) .

#ComoFaz – Você também escreve letras?

Débora – Sim, também tenho algumas letras escritas.

#ComoFaz – Hoje em dia, você se dedica somente à música ou tem umaprofissão paralela?

Débora – No momento, somente a música.

#ComoFaz – Que características você acha que deve ter na sua carreira daqui para frente?

Débora – Como hoje, consigo me sentir maispróxima do público, características básicas, que não deve faltar é sinceridade,afeto, respeito, contato até mesmo direto, pra que eu consiga transmitir nacanção, aquilo que eu preciso dizer e que eles precisam ouvir.

#ComoFaz – Na sua opinião, qual o momento mais marcante que jáviveu durante a sua carreira?

Débora – Na verdade eu tive muitos, um deles foi realizar o sonho de pisar no palco consagrado do programa Raul Gil. Em especial eu lembro com muito carinho, dosmomentos com o musical“O Som da Motown´´,tive á honra de participar de um dos festivais de teatro mais renomeados: ( FITA) em Angra dos Reis, foi muitoespecial! Pude ainda me apresentar em um dos palcos onde artistas consagradosse apresentaram, (CANECÃO) tive áhonra de dividir um solo na canção I´llbethere(Jackson five),com o saudoso, Paulo Moura, compositor, arranjador, saxofonista, clarinetista brasileiro dechoro, samba e jazz, fez parcerias com grandes nomes, como a saudosa, Maysa. Considerado um dos principais nomes da música instrumental doBrasil.foi mais que honroso, mais que especial,foi inesquecível pra mim.4

#ComoFaz – Me fale sobre a  sua visão sobre o mercado musical nos dias dehoje. E Como você se situa neste cenário?

Débora – O mercado vem crescendo muito emrelação á estilos musicais. O meio gospel que é onde eu me enquadro(Foi ondenasci e cresci), vem crescendo e prosperando! Apesar do meu estilo musical,raramente ser valorizado aqui no Brasil, ainda tenho esperanças de que alguémqueira investir, em talentos brasileiros em seu próprio país.

#ComoFaz – Nós sabemos que você foi uma das grandes revelações noPrograma  Raul Gil. Como foi para você,poder subir naquele palco pela primeira vez?

Débora – Eu estava muito nervosa, eu só melembrava da minha família me dizendo: Vai efaz o que você nasceu pra fazer! Eu pedi à Deus que estivesse comigo e quenão só eu mais que todos sentissem a presença DELE também, durante minhaapresentação (Porque é a unção que faz toda á diferença!)eu pude sentir!

#ComoFaz – O que mudou na sua vida após as suas apresentações emum Programa de TV que tem uma visibilidade tão grande?

Débora – Tudo! rs… O mais especial foireceber de presente o carinho do público de todo lugar do Brasil que ainda nãome conhecia.

Tive a chance de conhecer a grife Xica Vaidosa e através dela, conhecer este movimento Plus Size, que me apaixono a cada dia!

#ComoFaz – Com as suas participações no programa, deve terconhecido várias figuras famosas, teve a chance de estar perto de algum ídolo?Com qual gostaria de ter a chance de gravar?

Débora – Sim, verdade! Eu pude realizar umsonho de menina, pude em fim conhecer o cantor Robinson Monteiro, só de sonhar com a possibilidade de gravar comele, sinto até tonturas, rs.

#ComoFaz – Quais são as suas influências musicais? Você tem algumestilo que goste mais de cantar? Qual?

Débora – Bem, tirando minha mãe, rs; minhaprimeira influência musical foi o cantor ÁlvaroTito, foi na minha pré-adolescência, com o timbre dele eu pude meencontrar, descobrir minha voz, meu próprio jeito de cantar. Sou eclética áestilos musicais, canto de tudo… Mas meu estilo é soul, sou negra, sougospel, rs…!

#ComoFaz – Débora, quero lhe agradecer imensamente pela entrevista, pelo carinho, e desejar à você todo sucesso do mundo, você é merecedora dele, sem dúvidas. E gostaria que deixasse uma mensagem à todos, pois tenho certeza de que a partir de hoje, serão tão fãs quanto eu já sou.

Minha carinhosa mensagem é:” Nunca desistam dos seus sonhos e projetos, ainda que tudo pareça perdido!

Deus através de você, poderá te levar a lugares muito mais altos, a realizações inimagináveis. O primeiro passo é não desistir de você mesmo jamais, porque Deus nunca desiste de você. O restante, são passos rs…Basta um dia de cada vez.

Lute e vença!!!

Beijinhos nos corações”

_______________________________________________
Olá!!! Hoje conheceremos um pouquinho da história de FABÍOLA ROMÃO, uma morena de uma beleza inconfundível e humor contagiante.

Quem é a Fabíola?

Tenho 27 anos, moro em São Paulo, sou promotora de vendas, solteira, mãe coruja do Vinicius de 11 anos. Determinada, corro atrás dos meus sonhos e objetivos. Sou divertida, espontânea, adoro viajar, estar com pessoas que eu amo como minha família, meu filho e amigos.

Você sempre foi gordinha?

Não. Pesei 62 kg até os meus 14 anos e trabalhava como modelo na cidade na qual eu morava. Adorava modelar, tirar fotos, desfilar em carnaval, tanto que ganhei alguns títulos com isso. Mas, nesta mesma época comecei a namorar e aconteceu uma gravidez não planejada. Engordei 24 kg. Quando o meu filho nasceu consegui voltar aos mesmos 62 de antes, mas no decorrer dos anos não consegui mais controlar o meu peso. Mudei-me para São Paulo e nessa época já pesava uns 80 kg. Sempre brigando com a balança, tentando fazer dietas loucas na qual não obtinha nenhum resultado positivo. Hoje desencanei de vez. Adoro me alimentar bem e gosto muito de doces. Mas o mais importante de tudo isso pra mim é estar sempre com a saúde em dia, se aceitar e não deixar a vaidade de lado. Mesmo estando acima do peso, valorizo-me como mulher. Sou bonita, inteligente e amo viver. Existem muitas dificuldades, principalmente em relação à sociedade em que vivemos e convivemos. Mas não podemos deixar que o preconceito seja maior do que a nossa vontade em sermos vistos como iguais.

Como definiria o seu estilo?

Eu adoro vestidos, saia, jeans. Hoje uso manequim 46/48, tenho curvas, cintura fina e pernas grossas. Gosto de abusar de um decote. Destaco sempre os meus pontos positivos. Eu me visto para mim mesma, gosto de me sentir bonita e desejada, afinal sou uma mulher vaidosa.
Você tem alguma restrição quanto à escolha das suas roupas?

Não muita. Não gosto dos meus braços, nem de mostrar a barriga. Por isso procuro usar roupas que disfarcem estas regiões. Geralmente uso as que marcam a silhueta.

Como despertou o gosto para o mundo Plus Size?

Não conhecia este meio a fundo. Já tinha visto entrevistas de algumas modelos e sempre tive vontade de estar entre elas. Até que um dia, vendo as notícias na internet, li uma nota sobre o FWPS, que é organizado pela Renata Poskus. Estavam selecionando mulheres para o evento. Interessei-me, mas não fui atrás. Até que na mesma semana fui incentivada por uma amiga a me inscrever, pois tinha o perfil que procuravam. Não passei na seleção, mas tive um feedback positivo e com isso fiz um book fotográfico.

Já fez ou pretende fazer algum trabalho como Modelo Pluz Size?

Ainda não fiz, mas pretendo. Eu sempre gostei de desfilar e fotografar como citei acima. Fiz o book fotográfico e agora começaram a surgir oportunidades de trabalho. Acho que tenho perfil certo para isso. Quero resgatar meu sonho interrompido e estou muito ansiosa, passei na seleção de um desfile que acontecerá em novembro.
O que você espera da carreira profissional?

Espero de alguma forma fazer sempre o que eu gosto e representar as mulheres reais como eu.

Eu acho que muita coisa já melhorou em relação a mundo Pluz Size. Hoje encontramos mais opções de lojas no segmento e de alguma forma, os blogs estão passando uma mensagem positiva. Temos bastantes eventos e modelos conceituadas que nos representam. Mas o mundo da moda ainda gira em torno do manequim 38. Temos dificuldade pra encontrarmos roupas do nosso tamanho, e o pouco que existe é direcionado às pessoas com melhores condições sociais, afinal os valores costumam ser bem elevados.

Nós temos que correr atrás dos nossos direitos e mostrar para a sociedade que precisamos sim de coisas novas, não apenas lojas do segmento, mas de pessoas que tratem o assunto como merecido. Queremos mais oportunidades para acabar com o preconceito que existe até entre nós mesmos. Acredito que aos poucos conquistaremos nosso espaço!

Agradeço aos que estão fazendo sua parte a favor do mundo Plus!

Agradeço aos membros desse blog que tem tudo para dar certo.

Boa sorte Meninas!

______________________________________________
Olá!!! Hoje conhecer um pouco mais sobre o modelo KELSON RIBEIRO.
 
Por que o espanto???…
 
Isso mesmo!!! Um homem corajoso, de bem com a vida, que resolveu assumir seus quilos a mais e virar Modelo Plus Size.
 
Vamos lá???

Fale sobre você…

Tenho 27 anos,sou casado e tenho um filho de 3 anos.Sou formado enfermagem, pós graduado em emergência e urgência e trabalho com palestras em empresas. Quando não estou trabalhando, adoro ficar com amigos, me divertir, curtir meu filho e minha família, passear em parques. Sou alegre, divertido, extrovertido e bem humorado.

Você sempre foi gordinho?

Por incrível que pareça, quando eu tinha uns 4 anos mais ou menos, eu tive desnutrição. Tenho fotos dessa época, era muito magrinho e fraquinho. Fiz tratamento e melhorei. Durante a infância, fui uma criança fofinha, na adolescência cresci um pouco (hoje tenho 1,70). Este pouco que cresci me fez emagrecer e deixei de ser gordinho, mas cheguei na fase adulta e me tornei gordinho novamente.

Como definiria seu modo de vida?

Antes eu tinha um estilo bem aventureiro, não me importava muito com as coisas, só queria me divertir e viver a vida. Mas com a responsabilidade de ser um chefe de família e pai, eu me transformei. Hoje, posso dizer que tenho um estilo mais paizão, que gosta de estar com a família, sempre curtindo o filho, brincando, levando pra passear.

Você tem alguma restrição quanto à escolha das suas roupas?

Tenho sim, pois não são todas as confecções que fazem tamanhos grandes, ainda mais para homens. Infelizmente a sociedade acha que o homem gordinho tem que se vestir de qualquer jeito, sempre com a calça jeans e camisão largo, mas isso não é verdade. Eu por exemplo adoro usar bermudas e não é fácil achar o meu tamanho. Antes isso me afetava. Quando ia comprar alguma roupa me sentia mal por não ter meu número, mas hoje me acostumei.

Como despertou o gosto para o mundo Plus Size?

Bem, eu fui a um ensaio fotográfico com uma amiga que também é modelo Plus Size (Elisangela Patrícia), e o fotógrafo Paulo Gibo, gostou da minha aparência. Disse que eu levava jeito pra coisa e propôs para eu fazer um book. Fiz e adorei.

Você disse que acabou de fazer um Book Fotográfico, o que achou da experiência?

Confesso que na hora que me propuseram as fotos, fiquei meio pensativo, mas depois cheguei a conclusão de que não tinha nada a perder, então topei.

Curti bastante,pois adoro tirar fotos. Na adolescência eu fiz um book pra tentar carreira, mas não deu certo,afinal, eu não conhecia alguém experiente na área que pudesse me auxiliar. No momento das fotos,me senti voltando ao passado e pensei: posso ser aquele que vai ajudar a mudar a opinião das pessoas, fazendo-as enxergar a beleza do homem gordinho, preferência que muitas mulheres não assumem (rs).

Já fez ou pretende fazer algum trabalho como Modelo Plus Size?

Eu ainda não fiz, sou novo nesse meio, mas pretendo fazer muitos trabalhos sim. Eu sei que não é uma carreira muito fácil, mas tenho bastante força de vontade.

O que você espera da carreira profissional?

Como todos dizem, é muito difícil ter homens no mundo Plus Size, porque não encontram muitos modelos disponíveis. Fiz uma pequisa na internet e custei encontrar fotos de um deles. Por isso, quero ajudar esse ramo a crescer, afinal, o preconceito que as pessoas tem com nós gordinhos é muito feio. Elas nos descartam, e muitas vezes, não dão oportunidade para mostrarmos nosso potencial. Temos que batalhar para provar que somos belos estando acima do peso.

_______________________________________________

Olá!!! Hoje vamos conhecer um pouquinho sobre Cris Soares,esta paulistana, casada, tem 2 filhos, que são gêmeos, e uma graça por sinal!

A Cris é uma excelente artesã, e hoje no #ComoFaz, vocêsterão dicas de vários tipos de lembrancinha, para várias ocasiões.

Vamos conhecer um pouquinho do trabalho dela???

#ComoFaz: COMO  EQUANDO VOCÊ COMEÇOU A SE INTERESSAR POR ARTESANATO?
Cris: Bom,   eu sempregostei muito de tudo que se referisse a decoração, artes, pintura, etc. Eu faço artesanato há  15 anos, comecei fazendo biscuit, depoischinelos costumizados, fiz um curso de scrapbook,pintura e personalização emmdf.

Já participei de programas de TV dando dicas de artesanatona TV Rit , e hoje tenho minha loja no elo7, onde apresento os diversos tipos delembrancinhas que confecciono, e com isso comecei a enviar meus trabalhos paratodo o estado de São Paulo.

#ComoFaz: PRA VOCÊ, CONFECCIONAR AS PEÇAS É HOBBIE OUPROFISSÃO?
Cris: Eu acredito que essa é minha profissão  no momento, apesar de ter trabalhado emvarias empresas, eu me dedico muito, para entregar as peças escolhidas pelocliente perfeitas, e quando gostamos do que fazemos , isso faz parte , e umhobbie também,  porque me distraio muitocriando a arte , e hoje isso faz parte da minha renda mensal.

#ComoFaz: O QUE TE INSPIRA NA HORA DE CRIAR UMA PEÇA?
Cris: Depende muito da escolha do cliente, se ele não temmuita idéia eu sempre procuro ajudar, mas procuro sempre estar de acordo com oevento, para que tudo combine  e o clientefique satisfeito com o resultado.

#ComoFaz: AS PEÇAS SÃO TODAS FEITAS POR VOCÊ, OU TEM UMAEQUIPE PARA LHE AJUDAR?
Cris: Não, todas as peças são  personalizadas por mim, façotudo sozinha mesmo, até prefiro, por isso, sempre agendo alguns dias para quetudo saia perfeito.

#ComoFaz:  VAMOSAPROVEITAR O CLIMA NATALINO, E FALAR UM POUCO SOBRE AS PEÇAS. QUAIS ASNOVIDADES QUE  ESTÁ PREPARANDO COM OTEMA?
Cris: O natal sempre é um momento especial, esse mês eucomecei a fazer as peças para decorar as mesas com um toque a mais. Asencomendas voltadas para o tema são sempre bacanas, estou fazendo alguns PORTAPANETONE em MDF, caixas de presentes personalizadas com fotos e frasesescolhidas pelo cliente, uma super lembrança, brindes para empresas, e  guloseimas , além disso faço brigadeiro debisnaga personalizado, brigadeiro no potinho, e tudo isso com o tema denatal……

#ComoFaz: VOCÊ É UMA EXCELENTE ARTESÃ, E DEVE ESTAR CHEIA DEPROJETOS E IDÉAIS. NOS FALE UM POUCO SOBRE ELES.
Cris: Bom eu estou preparando uma cara nova para a minha loja,e logo divulgarei as novidades, e agora também faço parte desse novoprojeto do #ComoFaz, isso pra mim foi uma oportunidade de fazer com que osvisitantes conheçam um pouco sobre artes.

#ComoFaz: QUAIS SÃO OS CONSELHOS OU SUGESTÕES QUE VOCÊ DÁPARA QUEM ESTÁ COMEÇANDO?
Cris: Olá!!!!!! Pra você que nunca teve a oportunidade decomeçar ou tentar criar algo novo, além de artesanato ser muito bacana, aondevocê mesmo pode criar suas peças, sem copiar de nenhum lugar.
Issotambém se transforma em terapia, pois você tem que parar por alguns minutos e sóse dedicar a arte.
Mas além disso eu acredito que precisamos ter atitudespositivas sempre,acreditar na força do seu pensamento e trabalhar paraconquistar seus sonhos, pequenos gestos mudam pra sempre nossas vidas, quandoamorosos criam ainda mais laços e nos trazem coisas boas, pratique, fazer artee a forma de criar algo especial para alguém.

Quero agradecer o espaço nesse maravilhoso blog, parabenizar o #ComoFaz, e dizer que cada um É especial à sua maneira… obrigada !!!!!!!

Espero que tenha gostado das dicas.

Bjs com sabor de vida

Paty Mierzwa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: